eletronico

Computadores, monitores, mouses, celulares, televisores e muitos outros equipamentos transformam-se, após sua vida útil, em lixo eletrônico e trazem várias dúvidas na hora de adquirir um novo aparelho: o que fazer com o antigo? Posso jogar diretamente no lixo comum? Ele pode trazer algum dano à saúde? Em que condições? Qual é a melhor forma de descarta-lo?

Antes de tudo, deve-se pensar em 3 coisas:

1º O item não funciona mais? A pressa em se livrar do item pode fazer com que a vida útil dele seja interrompida precocemente. A velocidade com que a indústria lança as novidades eletrônicas no mercado também incentiva a desvalorização da reutilização. No caso de computadores, por exemplo, muitas vezes a instalação desenfreada de softwares torna o computador lento e o usuário pensa que se trata de uma defasagem do modelo. Se a sua escolha for pela troca, é possível doar alguns desses itens, caso eles ainda estejam adequados para uso.

2º O lixo eletrônico pode causar problemas. Nunca descarte-o no lixo comum. Caso seu aparelho já tenha realmente se transformado em lixo, é preciso pensar nas consequências que o descarte incorreto pode causar, para entender o que não deve ser feito.

3º Grande parte dos componentes eletrônicos é reciclável: Apesar de todos esses problemas, já existem tecnologias que conseguem aproveitar materiais contidos em eletrônicos para, depois da reciclagem, utilizá-los de outra forma.

Sabendo disso, o melhor que você pode fazer é procurar postos de reciclagem para eletrônicos

Conserte, doe, reutilize ou recicle, mas não jogue seus eletrônicos no lixo comum.

Fonte: ecycle.com